domingo, 8 de março de 2015

Dia das Mulheres - Como foi


A programação especial para o dia das mulheres foi um convite a reflexão sobre o que é ser mulher na atual sociedade.

Começamos o dia com a contação de histórias "O Mundo no Balck Power de Tayó" apresentado por Kiusam de Oliveira e Paulo Silva. Através da história da menina Tayó refletimos sobre as questões étnico-raciais e o preconceito existente em relação a cultura afro-descendente e um "ideal" de beleza. A apresentação deu vazão para um intenso bate papo sobre a opressão não só da mulher mas, principalmente, da mulher negra. A escola foi muito discutida como sendo uma instituição que deveria prezar pelo respeito e valorização da diversidade mas que, infelizmente, ainda difunde um racismo velado.






De tarde o coletivo Circular de Poesia Livre propôs um mergulho com a poética e o universo feminino. Primeiramente vários exercícios de escrita livre estimularam o sarau que viria a encerrar mais tarde. 



Veja algumas propostas feitas com os participantes:

- Cada pessoa recebeu várias palavras que compunham um poema de poetizas diversas. A brincadeira era remontar um poema seguindo uma criação própria;




- Exercício de escrita espontânea e sem interrupções: algumas palavras foram citadas e o desafio foi utilizar cada uma para compor um texto escrito de acordo com a primeira ideia que vinha na cabeça. Era proibido apagar as frases ou fazer correções. As palavras foram: Liberdade, Eu, Terreno, Trepada, Água, Cintilante, Passo, Língua, Mulher.

Outro exercício foi coletivo. Sentados em círculo, as pessoas foram convidadas a escrever em diferentes pedaços de papel dois substantivo e um adjetivo. De posse destas palavras, cada um escolhia um substantivo para ser dado a quem estava à direita e o adjetivo seria entregue a pessoa da esquerda. Com apenas essas novas palavras cada um montou o título do poema que seria elaborado em seguida.
Depois de muitas criações, foi a hora do sarau de poesias. O universo feminino veio com tudo: a liberdade e autonomia da mulher em contraponto com os papéis que são "esperados" da mulher pelo senso comum da sociedade, a sexualidade, maternidade (e o direito da mulher em não ser mãe) e muitos outros assuntos dentro de um viés crítico.

Acima integrantes do coletivo Circular de Poesia Livre

A programação de hoje foi especial em função da importância do dia da mulher mas é fundamental que as ideias aqui compartilhadas sejam disparadoras de uma reflexão e posicionamento crítico que reverbere no cotidiano, em todos os atos, dias, existências.


sábado, 28 de fevereiro de 2015

Como foi... Feira de troca - edição especial de verão


Hoje foi dia de feira de troca com a edição especial de verão e, como não poderia deixar de faltar teve muita chuva.



Todos se acomodaram na varanda e muitas pessoas aproveitaram a proximidade para conversar ainda mais, afinal de contas as trocas não são só materiais, né?



Não faltaram itens interessantes e diferentes por todos os cantos.




Fique por dentro da nossa programação (aqui na nossa agenda) e não perca a próxima edição no dia 25 de abril.





quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Como foi... Oficina de Minizine


Hoje teve uma oficina bem bacana de produção de minizines (fanzines pequenininhos a partir de um sulfite A4 dividido em 16 partes). Pessoas de todas as idades aprenderam as 8 dobras para fazer um fanzine que pode ser copiado e distribuído com apenas uma folha sulfite.




Usando carimbos, desenhando e colando. O que não faltou foi experimentação e criatividade.









Agradecemos a todos que participaram e deixaram suas sugestões e ideias. No texto "Fanzines e educação" você encontra outros links e referências bibliográficas já publicadas aqui no blog relacionados aos zines.


A concepção dessa oficina foi totalmente baseada no kit para "1º Zinhinho" de Estelle Flores, para entrar em contato envie e-mail para: f.estelle@gmail.com

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Abertura de Vaga no Núcleo Educativo


Tem interesse em trabalhar com mediação das visitas educativas agendadas e espontâneas? Realizar cursos de formação para professores, guias de turismo e jovens estudantes? Participar na elaboração da programação cultural com foco educacional realizando eventos e desenvolvimento de projetos específicos?

A vaga é para o cumprimento de 40 hs semanais e salário de R$ 1.873,75.

Precisa ter curso superior completo ou estar cursando na área de humanas.

A contratação será na modalidade CLT efetivo e os benefícios garantidos: VR ou VA/VT/AM/AO

A seleção será feita por meio de análise de currículos enviados até o dia 12/02 no link (favor clicar aqui) e entrevista a ser agendada pela coordenação.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Como foi... Sketch - Encontro com o desenho


A tarde de hoje foi dedicada ao desenho de observação e a Casa das Rosas foi a protagonista desse evento.

Ministrado por Rodrigo Prata, arquiteto e urbanista formado pela Faculdade Belas Artes de São Paulo, o encontro rendeu desenhos maravilhosos da casa. Confiram o resultado: